Geral

Após áudio vazado, vice de futebol do Fluminense é exonerado do cargo

Fernando Veiga, no posto desde o começo da atual gestão, não é mais dirigente do clube. Decisão foi tomada pelo presidente Pedro Abad. Grupos políticos pediam troca dada a má fase no Brasileirão

Fernando Veiga não é mais vice-presidente de futebol do Fluminense. Um dia depois de ter um áudio vazado, no qual comenta que o Tricolor tem receita de clube pequeno, o dirigente foi exonerado do cargo pelo presidente Pedro Abad.

A saída de Veiga foi oficializada pelo Flu, na manhã desta quarta-feira, em nota oficial, pouco depois da reportagem do GloboEsporte.com. A má campanha no Brasileirão, competição na qual o time das Laranjeiras é o 16º colocado, com um ponto à frente da zona do rebaixamento, fez com que diversos grupos políticos também pedissem a exoneração.

Fernando Veiga não é mais vice-presidente do Fluminense (Foto: Hector Werlang)

 


Veiga foi comunicado da decisão na madrugada desta quarta. Ela ocorreu após uma reunião de Abad com a Flusócio, grupo político do presidente. O mandatário, aliás, vai acumular a função de vice de futebol, medida adotada por Peter Siemsen em 2013. O grupo político Base chegou a indicar Ricardo Tenório, que concorreu como vice na chapa de Mário Bittencourt na última eleição, para o cargo.

O GloboEsporte.com tentou ouvir Veiga, mas ele preferiu não se manifestar. O próximo compromisso tricolor será apenas no dia 12 de outubro, contra o Flamengo, às 17h (de Brasília), no Maracanã.

Confira a nota oficial do Fluminense:

O Fluminense Football Club informa que Fernando Veiga não é mais o vice-presidente de futebol. O clube agradece pelos serviços prestados. Enquanto um novo nome não é definido para a pasta, o presidente Pedro Abad acumula o cargo.

Além da nota oficial no site do clube, o presidente Pedro Abad publicou um texto no Facebook na conta de sua campanha para a presidência tricolor.

Gostaria de agradecer o Fernando Veiga por toda a sua contribuição ao departamento de futebol. Um cara extremamente ético e de excelente caráter. Já havia realizado anteriormente um grande trabalho nas divisões de base no nosso Tricolor e contribuiu de forma significativa na reestruturação de Xerém, que é um dos grandes pilares do Fluminense. Veiga é detentor de conhecimentos que o clube não pode prescindir e tenho certeza de que ainda tem muito a contribuir. No entanto, é hora de retornar aos trabalhos e manter o foco total no nosso principal objetivo, que é a recuperação do time na temporada.