Geral

A fé (até cega) em Gatito que contraria a natureza e faz do botafoguense otimista

Reações curiosas em vídeos feitos por torcedores no Maracanã, no último pênalti da final do Carioca, viralizam nas redes sociais e chegam até o Twitter oficial do clube. GloboEsporte.com foi atrás deles

Quando Carli empurrou a bola para a rede e fez 1 a 0 sobre o Vasco no último lance da final do Campeonato Carioca, muitos torcedores do Botafogo já estavam descendo a rampa do Maracanã, tomando o rumo de casa. “Volta! Corre! Que agora é pênalti e o Gatito vai pegar”.

Não é difícil imaginar os gritos que antecederam as cobranças, que valeram o título e transformaram mais uma vez o goleiro paraguaio em herói. Já são 10 defesas em 19 batidas em pouco mais de um ano de clube.

A fé em Gatito nos duelos dos 11 metros é tamanha, que é capaz de inverter o que o falecido escritor e dramaturgo Nelson Rodrigues chamaria de “complexo de vira-latas” alvinegro. Os botafoguenses costumam brincar que são seres desconfiados por natureza.

A já famosa máxima “há coisas que só acontecem com o Botafogo” quase sempre é notícia ruim. Mas se há algo que pode mudar isso, é quando o goleiro paraguaio se junta à marca da cal.