Geral

Grupo Espírita faz festa para criançada há 23 anos

 

 

Uma grande festa para a criançada dos bairros de Três Lagoas, com direito a bolo, refrigerante e muitos presentes vai ter seu ápice na sexta feira (13), A comemoração vem sendo feita há 23 anos pelo Grupo da Fraternidade Espírita José Grosso e Maria João de Deus, que fica na Vila Haro.

“Foi o Chico Xavier, junto com o também médium Celso Afonso, que pediu para a gente fazer a festa para a criançada, que Deus ia nos ajudar. Nós fomos, lá em 1994, com a confiança no coração, e desde então Deus nos têm abençoado, e nunca deixamos de distribuir bolo, brinquedo e alegria para os meninos de toda a vizinhança”, afirmou o jornalista Luiz Corrêa da Silveira Filho, o popular Luizinho, visivelmente emocionado, com a voz embargada pelas lembranças de duas décadas.

            Nesses anos todos, houve diversos episódios marcantes. Certa feita, um bolo de 2,35grama foi suficiente para mais de 1.500 mil e quinhentas crianças, numa multiplicação que até hoje é lembrada com espanto.

De outra feita, em 1999, uma irmã do Centro, que ajudava como voluntária, foi corrigir uma criança que não gostou e foi embora, aos prantos. Chegando em casa, reclamou para o pai, um homem valente no bairro, que pegou um revólver e foi ao centro tomar satisfação. Quando o pessoal da festa viu aquele homem transtornado chegando armado, começou uma balbúrdia, e uma ajudante trancou o portão da frente. Foi quando Luizinho, inspirado pelos espíritos de luz, clamou: “Abram o portão, que esta casa é de Deus!” Na hora, o homem abaixou a arma e começou a chorar. Mais tarde, Luizinho disse aos ajudantes: “A Casa é do Pai, e o trabalho é com Jesus, que nos protege e sempre está conosco, até o fim.”

             Nesta semana, o Dia das Crianças será novamente celebrado pelo Grupo José Grosso e Maria João de Deus, com festas e presentes. As atividades se estendem por duas semanas, começando com distribuição de presentes nos bairros desde o último dia 3, (Fotos)e terminam na noite de sexta-feira (13), quando a convidada Solange Zanini vai contar a história  de Jesus para as crianças. O professor Luis Otávio também estará presente, e para abrilhantar a noite fará uma apresentação musical, com suas flautas mágicas. Além de farta distribuição de brinquedos, estão garantidos o bolo e os doces graças ao patrocínio do casal Luiz Márcio e Verônica, dentre outros colaboradores da festa.

Correio do Estado destaca

Este ano, a festa foi realçada pelo jornal de maior circulação do Estado, o Correio do Estado,  na edição desta quinta-feira, ano 64, edição 20.366,  página 8 – Cidades. Foi uma nota de destaque, que ressalta ainda mais a alegria genuína de todos os participantes em dar o melhor para as crianças de comunidades carentes de Três Lagoas.

O Grupo José Grosso e Maria João de Deus é dirigido pelo casal espírita formado por Luizinho e sua amada esposa, a assistente social Elzi Garcia Corrêa, que realizam esta festa há mais de 23 anos ininterruptos.

Sempre com os corações  voltados para  o bem, Luizinho e Elzi também comemoram com os carentes o Natal, a Páscoa e o Dia das Mães. Muitas outras atividades são também desenvolvidas pelo casal durante o ano inteiro, visando o desenvolvimento da Doutrina Espírita, o ensinamento do Evangelho segundo as lições de Allan Kardec e a expansão da prática da caridade.

Breve História

O Grupo da Fraternidade Espírita José Grosso e Maria João de Deus foi fundado em 1994 pelo saudoso advogado dr. João Santana de Mello Filho e esposa, dra. Márcia Santana. As reuniões são realizadas às sextas-feiras, com reunião pública, aplicação de passes, distribuição da pomada Vovô Pedro e xarope para tosse e gripe. A instituição é responsável pela caixa de mensagem no cemitério local e pela distribuição do Jornal Espírita de Três Lagoas, impresso com circulação nacional, em edições bimensais.
A Viela Francisco Cândido Xavier foi a primeira homenagem nacional que Chico Xavier recebeu, após 58 dias de sua desencarnação. É uma casa de Deus, amparada pelo Espíritos superiores, como atestam todos que lá freqüentam.