Geral

Marçal se destaca com mandato em prol da comunidade

 

Desde que assumiu uma vaga na Câmara Municipal, em janeiro deste ano, o vereador Marçal Filho (PSDB) tem feito um mandato em prol da comunidade douradense. Percorrendo toda a cidade, tem apontado os mais diferentes problemas enfrentados pela população e apresentado sugestões de melhorias para os órgãos competentes. “Assim continuarei, de forma independente, sendo porta voz da sociedade”, afirma o vereador.

Todos os passos de Marçal Filho são registrados em sua rede social Facebook com gravações ao vivo e participação da população. O canal tem sido sucesso e servido com um grande meio de comunicação entre Marçal e a comunidade. “Muitas pessoas fazem solicitações pelo Facebook, para visitar o bairro, mostrar a realidade que vivem. Outras vão até o gabinete na Câmara e tem aquelas que  entram em contato com a rádio 94 FM”, explica o vereador ao mostrar as formas de contato entre ele e a população. Marçal tem programa matutino na rádio, líder de audiência e com grande participação da comunidade.

As áreas da saúde e infraestrutura (malha asfáltica) foram apontadas pelo vereador como prioridades para a cidade de Dourados, motivando o mandato a fazer inúmeras cobranças da administração municipal. Em janeiro Marçal esteve na Unidade Pronto Atendimento (UPA) e constatou que muitos pacientes superlotam o local por não encontrar suporte necessário nos postos de saúde perto de suas casas. A maior reclamação dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) é sobre as consultas, na maioria das vezes realizadas mediante agendamento antecipado nos postos. “A doença não aparece em hora marcada”, critica o vereador, que vem fazendo cobranças para melhorar cada vez mais o atendimento nas redes básicas de saúde.

A inauguração da Policlínica de Atendimento Infantil (PAI), construída com recursos garantidos por Marçal quando deputado federal, foi um marco para a saúde douradense, no entanto, o vereador lamenta que a unidade não tenha sido aberta pela administração municipal como previa projeto inicial – atendimento 24 horas por dia.  Marçal Filho diz que acompanha de perto o PAI, já que a prefeitura prometeu colocar para funcionar no sistema “portas abertas” ainda esse ano, incluindo casos de urgência e emergência, realizados apenas na UPA.

Contundente na cobrança de operação tapa-buraco, Marçal chegou a sugerir que o município decretasse situação de emergência para conseguir liberação de recursos estaduais e federais  com agilidade. A justificativa se deu diante da morosidade em fechar buracos espalhados por toda a cidade, provocando acidentes – duas pessoas (motociclistas) morreram em decorrência de buraco nas ruas.

Com um mandato marcado pela participação da população, Marçal tem visitado bairros para ouvir reivindicações. As demandas dos moradores são encaminhadas aos órgãos competentes e o vereador tem sido atendido pelo poder público. A prefeitura, por exemplo, tampou muitos buracos em locais de risco para a população. Também fez serviço de roçada em parques e canteiros centrais e resolveu o problema da escuridão na avenida Guaicurus, de acesso ao aeroporto e Cidade Universitária. Vários outros pedidos foram solicitados por Marçal e atendidos pelo poder público.

Na Câmara Municipal Marçal Filho tem apresentado nas sessões às segundas-feiras requerimentos com cobranças de melhorias no atendimento público à população, nos mais diferentes segmentos. Tudo é registrado ao vivo pelo Facebook. “É um mandato aberto e participativo para qualquer morador de Dourados”, diz o vereador, que está montando um dossiê sobre a prestação de serviço do estacionamento rotativo. Em audiência promovida por Marçal e com a participação da população e da Defensoria Pública foi diagnosticado que a prestação de serviço apresenta falhas e que os usuários não recebem contrapartida ao pagar o rotativo, como estacionamentos com qualidade (sem buraco) e garantia de proteção ao veículo.

A solicitação mais recente do vereador é sobre a instalação de guard rail pela empresa CCR MS Vias na BR-163, perímetro urbano de Dourados, e que tem causado transtorno para moradores e empresários às margens da rodovia. Marçal Filho foi o primeiro a cobrar medidas para resolver o impasse e agora o caso vem sendo discutido entre a prefeitura e o Ministério dos Transportes, em Brasília.