Geral

Marcelinho Paraíba e reformulação: como a Portuguesa disputará a Série D

Após sofrer na Série A2 do Paulista, Portuguesa estreia na quarta divisão nacional contra a Desportiva Ferroviária, neste domingo, no Canindé

Mergulhada na maior crise de sua história, a Portuguesa tentará dar início a uma virada neste domingo. A Lusa estreia na Série D do Campeonato Brasileiro contra a Desportiva Ferroviária-ES, às 19h, no Canindé, sonhando com o acesso e apostando na estrela do veterano atacante Marcelinho Paraíba, de 42 anos.

Mas a temporada de 2017 não começou nada bem. Em baixa também no estadual, o clube terminou o Campeonato Paulista da Série A2 na 13ª colocação, com 23 pontos, mesmo número de Barretos e Velo Clube, ambos rebaixados.

A péssima campanha fez com que a diretoria trocasse o comando ainda com o campeonato em andamento. No Lugar de Tuca Guimarães, a equipe fechou com Estevam Soares, que agora dirige a Lusa pela terceira vez em sua carreira. Em sua primeira passagem, ele não conseguiu impedir o rebaixamento para a Série B, em 2008. Na segunda, com a Lusa na Série C, não conseguiu o acesso ao cair no mata-mata para o Vila Nova.

 Visando mudar os rumos da temporada, a diretoria começou uma reformulação no elenco dispensando dez atletas que disputaram a competição estadual. São eles: Basualdo (zagueiro), Bruno Santos (lateral-direito), Rômulo (lateral-esquerdo), Michel (meio-campo), Sandro Silva (meio-campo), Bruno Farias (meio-campo), Mateo Bustos (meio-campo), Rodolfo (atacante), Bruno Silva (atacante) e Danilo (atacante).