Geral

Para Lédio Carmona, São Paulo deveria abrir mão de Cueva: “Eu daria linha”

Para comentarista, esforço de Raí e Ricardo Rocha de manter meia peruano será em vão: "É bom jogador, mas some durante o jogo, às vezes incendeia, às vezes fica mais dias em

Mal começou o ano, Cueva vem criando polêmica. O São Paulo havia recusado proposta do Al-Hilal, da Arábia Saudita, que queria o meia. Em nota em seu site oficial, o clube disse que o peruano, então, pediu para não ser relacionado para o jogo contra o Mirassol, nesta quarta-feira, fora de casa, pela terceira rodada do Paulistão. E foi atendido. No Instagram, o atleta deu sua versão: disse estar “comprometido com o clube” e esperava começar jogando, mas, “por opção da comissão técnica”, seria colocado para a reserva, o que, na leitura dele, seria sinal de que não é “tão importante para o time”. Para o comentarista Lédio Carmona, o Tricolor deveria desistir do jogador.

– Você vai apostar suas fichas num jogador caro e complicado como esse na temporada? É melhor liberar, libera. É bom jogador, mas é um jogador que some durante o jogo, às vezes incendeia, às vezes fica mais dias em Lima. O São Paulo não vai contar muito com ele na temporada porque ele vai jogar a Copa… – afirmou Lédio, no “Troca de Passes” desta terça.

O apresentador Tiago Maranhão e o comentarista Roger Flores lembraram as afirmações de Raí, que mesmo com os recentes problemas espera ainda contar com o jogador. Roger acha que tanto o eterno ídolo são-paulino, agora gerente de futebol, como Ricardo Rocha, seu auxiliar, terão de fazer o peruano se sentir feliz para seguir no clube. Lédio acha que a missão de bombeiro será em vão.

– Quanto tempo dura essa felicidade? Segura um mês, aí daqui a pouco volta, tem outro problema, pinta outra proposta… Em fevereiro tem carnaval. Tem carnaval no Peru? Deve ter. Em março, tem os jogos da seleção peruana, são data Fifa. Em abril já é a Copa, é a pré-convocação. Eu daria a linha. O Ricardo e o Raí chegaram agora, têm direito a uma tentativa. Mas eu acho que não vai dar certo.