Geral

Rizek aconselha times brasileiros que vão encarar argentinos: “Não ser trouxa”

Para jornalista do SporTV, times do Brasil são "sempre trouxas" ao enfrentarem clubes da Argentina, por entraram "pilhados" em excesso, enquanto adversários jogam tranquilos

O sorteio da Libertadores e da Sul-Americana, realizado na noite desta quarta-feira, em Luque (Paraguai), indicou oito confontos entre times brasileiros e argentinos. Duelos já considerados os mais esperados da fase de grupos da Libertadores, casos de Palmeiras x Boca Juniors, Flamengo x River Plate, Cruzeiro x Racing, Santos x Estudiantes e Corinthians x Independiente. Diante dos encontros programados contra clubes do principal rival sul-americano, o jornalista André Rizek, apresentador do “Redação SporTV”, aconselha os times brasileiros para que não entrem em campo excessivamente nervosos, para que não sejam “trouxas”, como, para ele, costuma ocorrer nestes duelos.

– Não ser trouxa. Porque a gente é sempre trouxa contra os (times) argentinos. Fica falando que argentino bate, argentino catimba, aí entra mega pilhado no jogo, os caras entram mega tranquilos, jogando bola. E aí a gente dá tchau para a Libertadores. Nós somos os trouxas neste confronto – disse.